Alimentação Vegana no Arraiá: é verdaaaaade!

30/06/2019
Igor Ruiz

Bora falar de Alimentação Vegana no Arraiá!

Olá, amiguinhos!

Junho chegou e eu não podia estar mais feliz. Mês de festas juninas e quermesses, muita comida boa, vinho quente e todos os lanchões que nós amamos.

“Mas Igor, não tem nada vegano nessas festas. E o bolo? E o cuscuz? Não vivo sem! Ser vegano é muito difícil.” – É mentiiiiira!

Bom, vou falar rapidinho pra vocês nesse post sobre a minha transição para o veganismo. Sou ovo-lacto vegetariano há quase um ano e acredito que por mais que eu queira parar de consumir produtos animais o mais rápido possível, a mudança tem que ser possível, fácil e sem esforço.

E como eu faço isso? Introduzindo cada vez mais opções, receitas e ingredientes na minha alimentação.
Com isso fica fácil não sentir falta e me sentir bem por não estar consumindo esses produtos. Acredito que o segredo está nas substituições, nas possibilidades e na dissociação da memória afetiva que temos com alimentos que já está gravada na nossa mente e assim criando novas memórias.

Então, trago para vocês hoje duas receitas delícia da vó da minha médica maravilhosa Renata Cortella (beijo, Rê) para vocês abalarem no vegan na festinha da empresa, dos amigos, da família.

Cuscuz Paulista Vegano

Ingredientes:
– 1 berinjela grande descascada e em cubos.
– 1 cebola grande picada.
– 2 dentes de alho amassados.
– 4 tomates italianos maduros.
– 1 vidro de palmito pequeno.
– 1 lata de milho.
– Ervilhas, tomatinhos, azeitonas pretas (para decorar)
– 200g de farinha de milho.
– 1 medida do vidro de palmito de água.
– Temperos a gosto (manjericão, pimenta dedo de moça, pimenta do reino, orégano)

Modo de fazer:
Descasque e pique a berinjela em cubos e deixe de molho por 15 minutos em água, uma colher de sopa de vinagre e sal para tirar o amargo. Em seguida pique a cebola, o alho e refogue-os junto com a berinjela em uma panela. Adicione o milho e o palmito e refogue mais um pouco. À parte, bata os 4 tomates com um pouco de água no liquidificador até virar um suco. Adicione esse suco à panela e mexa.
Coloque a água e acerte o sal e a pimenta. Finalize adicionando a farinha de milho e mexendo bem em fogo médio. Quando desgrudar da panela é só desligar. Atenção ao ponto para não ficar muito mole.
Separe uma forma furada e coloque os tomatinhos, azeitonas pretas e as ervilhas no fundo para decorar e jogue o cuscuz por cima. Espere esfriar e desenforme.

Alimentação Vegana no Arraiá

Um comentário importante: eu gosto de fartura e como quase tudo, então quanto mais ingredientes, pra mim melhor. Porém, podem substituir à vontade. Adicionem, tirem, misturem. O importante é ser feliz e comer bastante.

Bolo de Fubá com Goiabada

– 1 colher de sopa de chia
– 3 colheres de sopa de água (para hidratar a chia)
– 1 ½ xícara de farinha de trigo
– 1 xícara de fubá
– ¾ xícara de açucar demerara
– ½ xícara de leite de coco (bati coco fresco com água morna)
– 1 xícara de leite de soja
– ½ xícara de óleo (milho, soja, coco)
– 1 colher de sopa de vinagre
– 1 colher de sopa de fermento químico
– 1 xícara de goiabada picada em cubos

Modo de fazer:

Hidrate a chia nas 3 colheres de água por 15 minutos (ela vai substituir o ovo). Em seguida, bata junto com os líquidos no liquidificador. Em um bowl, adicione todos os ingredientes secos (menos o fermento) e misture. Passe a mistura do liquidificador para o bowl e mexa com cuidado com uma espátula. Depois disso adicione o fermento e incorpore-o à massa. Por fim, você tem duas opções: adicionar a goiabada à massa e misturar tudo ou colocar por cima e esperar que ela desça durante o cozimento. Eu costumo misturar tudo e dá certo.
Unte uma forma furada com óleo e fubá e coloque o bolo para assar em forno pré-aquecido a 180 graus por 40 minutos ou até espetar um garfo e ele sair limpo.
Para finalizar, eu coloquei um pouco de goiabada com água em uma panela e deixei ela derreter até formar uma calda e joguei por cima do bolo pronto.

Alimentação Vegana no Arraiá

Gente, esse bolo é maravilhoso e é sucesso para comer tomando um cafezinho também.

Espero que aproveitem as receitas e se tiverem qualquer dúvida, me mandem uma mensagem que a gente troca uma ideia.

Ah, e quando fizerem as receitas, me marquem pra eu ver! #GoVegan

INSTAGRAM 

FACEBOOK

EMAIL

Posts relacionados

Gastronomia

Já ouviu falar de Meal Prep? Los geht’s!

Igor Ruiz
Gastronomia

Fondue de Queijo barato e delicioso

Raquel Moraes
Gastronomia

Meu metabolismo é lento, e agora?

Karelin Cavallari

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.