Faça RENÚNCIAS e NÃO RESTRIÇÕES

restrições

Rolou um “como assim?” aí dentro? Calma que já vou explicar e com certeza vai fazer sentido para você assim como para minhas pacientes. Quando você se proíbe de comer coisas em restrições malucas e sofridas, corre o grande risco de querer compensar aos finais de semana, em eventos sociais, nas férias – em qualquer “oportunidade” .

Ou chega um momento em que simplesmente se cansa e desiste, voltando a comer até alimentos pouco gostosos só pela sensação de “eu posso”. Com isso, machuca seu corpo com o exagero em quantidade, machuca suas emoções pela sensação de fracasso e frustração. E volta a fazer restrições em ciclos de sofrimento que na prática tem pouco ou nenhum resultado se você busca emagrecer. Se identificou ou identificou alguém?

A verdade é que (muitos) estudos já comprovam que dietas restritivas tendem a engordar especialmente por gerar gatilhos para compulsão alimentar.

Por isso se você quer emagrecer para sempre o que funciona é fazer renúncias.

 

Percebe que renunciar é negar uma coisa por deixar de desejar, desistir de forma espontânea ou deixar de acreditar naquilo como bom? Fazer renúncias para emagrecer é passar a escolher colocar dentro de você apenas o que faz sentido, como forma de alcançar esse estado desejado.

O grande segredo para conseguir renúncias sobre suas escolhas alimentares no lugar de restrições é auto conhecimento.


Quando você reconhece no seu corpo o que faz ele funcionar de forma mais eficiente e o que faz funcionar na manivela, renunciar fica leve pois é uma forma de funcionar melhor.

Quando você encontra sentido em realmente alcançar o tal estado desejado, fazer renúncias fica leve. E nesse ponto, devo dizer que nem sempre querer emagrecer é suficiente para fazer renúncias e é por isso que você se coloca em restrições. Pois a verdade é que querer emagrecer nem faz tanto sentido assim, é mais por uma cobrança externa em agradar o outro ou alcançar um padrão. E aí comer ou beber coisas prazerosas é muito mais forte.

E se você escolhesse o que come simplesmente como uma forma de se sentir melhor, mais eficiente, com mais disposição? Quais renúncias seriam leves?

Se fizer isso, emagrecer vai ser uma consequência natural até o equilíbrio do seu corpo. E para sempre.

Gostou? Envie para outras pessoas.

Acompanhe no instagram @nutrikarelincavallari

Posts relacionados

Nutrição

Vida social ou Alimentação Saudável?

Karelin Cavallari
Nutrição

Segunda sem carne: por que aderir a este movimento

Juliana Oliveira
Nutrição

Câncer de mama – PREVENÇÃO PELA BOCA

Karelin Cavallari

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.