Mas afinal, o que é plástico biodegradável?

biodegradável

Com certeza você já viu a palavra BIODEGRADÁVEL em vários produtos, mas afinal, você sabe do que é feito um material biodegradável?

Antes de tudo é preciso entender como o plástico é feito. Existem dois tipos de matéria prima diferentes para se fazer um material plástico. A matéria prima mais conhecida é a petroquímica, que é a partir do petróleo; a segunda, é a matéria prima através de fontes renováveis como milho, cana de açúcar, celulose 

MAS ENTÃO SE UM MATERIAL É PRODUZIDO ATRAVÉS DA CANA DE AÇÚCAR ELE É CONSIDERADO BIODEGRADÁVEL, NÃO É? AFINAL, É FEITO DE UMA FONTE VEGETAL, E DEPOIS PODE VOLTAR PARA A TERRA E SE DECOMPOR MAIS RÁPIDO, CORRETO? 

ERRADO!

Calma que eu também já cai nesse mito do PLÁSTICO VERDE. E vou te explicar o por quê do plástico feito á partir de cana de açúcar não ser biodegradável

Como eu disse aqui em cima, o plástico pode ser feito com matéria prima renovável, no caso á cana de açúcar. O caldo da cana de açúcar é destilado e fermentado produzindo o ETANOL, que será convertido em ETENO e transformado em POLIETILENO

O POLIETILENO que é produzido através da cana de açúcar é IDÊNTICO ao produzido por matéria prima fóssil, a única diferença é que a cana de açúcar é uma fonte RENOVÁVEL, já o petróleo é um recurso FINITO. Além disso, o processo através de matéria prima renovável libera menos gás carbônico na atmosfera, pois a cana de açúcar retira esse gás da atmosfera e utiliza para se desenvolver

O PLÁSTICO PROVENIENTE DE MATÉRIA PRIMA RENOVÁVEL NÃO É CONSIDERADO BIODEGRADÁVEL, pois ele também demora anos para se decompor, tem sua reciclabilidade finita (o material plástico pode ser reciclado até 5 vezes) e suas pequenas partículas de plástico se espalham contaminando o solo e a água 

MAS O PLÁSTICO DE FONTE RENOVÁVEL NÃO É UMA BOA OPÇÃO PARA A SUBSTITUIÇÃO DO PLÁSTICO DE ORIGEM PETROQUÍMICA?

NÃO; pois além de não ser biodegradável, precisaria aumentar as monoculturas de cana de açúcar, que já são grandes, o que contribuiria para ocupar mais áreas de terra ao invés de utilizar essas terras para a produção de outros alimentos 

MAS ENTÃO O QUE É BIODEGRADÁVEL?

Primeiro passo é entender o que significa biodegradável. Biodegradável é quando um material se decompõe naturalmente através de microorganismos (bactérias, algas, fungos), que são convertidos em água, dióxido de carbono, biomassa.

Para um material ser biodegradável ele tem que se biodegradar em até 180 dias

Para a biodegradação acontecer é necessário que o material seja descartado em locais que ofereçam condições adequadas para isso, com temperatura, PH, concentração de oxigênio e quantidade de microorganismos ideais. Se isso não ocorrer pode levar ao aumento do tempo de biodegradação do material. Como no Brasil não tem o controle de separação e descarte correto desses materiais, que o recomendado seria em usinas de compostagem, acaba dificultando a eficácia desse procedimento

Os plásticos biodegradáveis são denominados como BIOPLÁSTICOS, são eles: PLA, PHA, PBS e as misturas com amido. Eles são produzidos com matéria prima VEGETAL e são BIODEGRADÁVEIS (se decompõem dentro do prazo determinado). A desvantagem é que os bioplásticos são mais caros e com isso acabam perdendo espaço no mercado para os plásticos de menor valor

Além disso, não são todas as embalagens que são feitas com material biodegradável, como as garrafas PET por exemplo; o que acaba dificultando a sua inserção completa no mercado. Os plásticos biodegradáveis também necessitam da colheita da matéria prima virgem, o que poderia acontecer como a cana de açúcar; gerar ocupações de grandes áreas para produzir um material que simplesmente poderia ser recusado

FIQUE ATENTO AO TERMO OXIBIODEGRADÁVEL!

São plásticos produzidos com matéria prima petroquímica que recebem um catalisador (sal de manganês ou ferro) para acelerar o processo de decomposição. Ele se decompõe mais rápido que o plástico comum, o problema é que ele acaba criando um amontoado de micropartículas de plástico, que não são visíveis a olho nu, porém são extremamente prejudiciais ao meio ambiente contaminando o solo e a água

Além disso, o plástico, que é um material considerado reciclável, acaba perdendo essa função por ter o aditivo degradante, com isso impedindo o processo de reciclagem

Como esse tipo de plástico é barato, pela origem da sua matéria prima, muitas empresas e  estabelecimentos acabam aderindo á esse tipo de material, o que acaba sendo mais lucrativo financeiramente do que investir em opções biodegradáveis. Além disso, deixa sua imagem aos consumidores de que é uma empresa que se preocupa com questões ambientais

Além de pensar em alternativas biodegradáveis como matéria prima de seus produtos, é importante as empresas buscarem soluções para a logística reversa das suas embalagens. Governos devem investir para o aumento da taxa de reciclagem nas cidades e incluir educação ambiental nas escolas. E nós consumidores, devemos questionar sobre nosso consumo de plástico no dia a dia. Quais itens dá para substituir com coisas que já tenho em casa?

A maioria das opções de produtos biodegradáveis são itens de uso único como copo, talher, canudo, prato. Será que não vale a pena repensarmos sobre nossos hábitos e tentar fazer melhores escolhas no dia a dia. Fica o convite para você repensar sobre o seu consumo

 

 

 

Posts relacionados

Sustentabilidade

Sabe separar os resíduos para a reciclagem?

Juliana Oliveira
Sustentabilidade

Onde descartar roupas sem uso?

Mayara Sabino
Sustentabilidade

Boas festas? Não para o meio ambiente

Juliana Oliveira

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.