Minha Saúde vai bem, obrigada. Sai pra lá Gordofobia!

Semana passada fiquei pensando: “será que terei que andar com meus exames na bolsa, ou escaneado no meu celular?”. Sim isso é ridículo! Mas a vontade de esfregar na cara das pessoas a minha saúde é bem maior que o tamanho do meu jeans!

Muitas pessoas, muitas mesmo, querem palpitar em nossas vidas, implicam com nosso peso, julgam nossa aparência e justificam como preocupação com nossa saúde! Porque as pessoas não se preocupam com aquela pessoa de corpo sarado, que vive na academia mas se entope de anabolizantes? Porque as pessoas não implicam com aquela pessoa que perdeu 15 quilos em 1 mês, deixando de comer, ou indo vomitar após uma refeição, que com isso adquiriu diversos transtornos alimentares? Será que é só o gordo que tem problema de saúde e merece preocupação? Quer se preocupar com saúde? Se preocupe com a sua, olhe seu umbigo e cuide da sua vida!

Pronto falei! Estamos cansados disso.

Na foto: Alexandra Gurgel e Kefera, fonte: instagram @alexandrismo

Que fique bem claro: Ser gordo não é sinônimo de doença, assim como magreza não é sinônimo de saúde. Afinal saúde não está necessariamente relacionado ao peso, foi realizado um estudo psicólogos da Universidade de Los Angeles (Ucla), onde apontaram que usar o IMC para determinar índice de saúde é algo incorreto, pois levou à classificação de 54 milhões de norte americanos saudáveis como “doentes”, de acordo com a pesquisa, que cruzou dados de IMC com os de exames laboratoriais, quase metade dos Norte-americanos considerados acima do peso são saudáveis, assim como aproximadamente 20 milhões de obesos, além disso, mais de 30% das pessoas com o IMC considerado normal na verdade não estão saudáveis, resultados estes foi publicado no International Journal of Obesity.

Devemos fazer exames de checkup regularmente, e se por algum acaso for encontrado alguma alteração, devemos cuidar para melhorar o que estiver alterado antes que faça mal, mas isso serve tanto para o gordo, quanto para o magro.

Você sabia que quando comenta em uma publicação ofendendo uma pessoa, seja ela modelo, atriz ou influencer, você não está magoando a pessoa que você destina o seu veneno, porque essa pessoa é muito bem resolvida e não está ligando nenhum pouco para a sua opinião, mas infelizmente esse tipo de comentário vai ofender aquela pessoa que muitas vezes está passando por algum problema psicológico por conta de seu peso, aquela pessoa que precisa de ajuda para se reerguer, e infelizmente o seu comentário pode estar levando uma pessoa ao fundo do poço, isso não é nada legal, e não vamos nos esquecer da lei do retorno, tudo que você faz pelo outro, volta para você!

Na foto: Juliana Romano, fonte: instagram @juromano

Infelizmente a Gordofobia ainda não é crime, mas o bulling é, então ao fazer uma piada maldosa que ofenda uma pessoa gorda pode te trazer grandes problemas, e eu acho é pouco.

Discriminar alguém pelo seu corpo é uma prática terrível, mas infelizmente ainda comum. Combater a gordofobia é uma missão de todos: todo o tipo corpo deve ser respeitado e admirado. Ninguém está obrigando ninguém a gostar de uma característica que não gosta, bonito e feio são apenas construções sociais. E digo mais: o corpo gordo, cheio de curvas, é lindo. Aprenda a perceber a beleza daquilo que é natural, mesmo que estejamos em um mundo tão artificial.

Na foto: Mel Soares e Ariane Freitas, fonte: instagram @relaxaaifofa

Posts relacionados

Empoderamento

Dançar sempre, não importa como!

Erika Olímpio
Empoderamento

Descansar também é preciso.

Suzy Magalhães
Empoderamento

EMPODERAMENTO – A cobrança da paz com o corpo

Karelin Cavallari

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.