Onde descartar roupas sem uso?

descartar

Descartar roupas, tapetes, cortinas é uma das tarefas mais difíceis como consumidores. Sempre surge a dúvida em saber qual a melhor forma de descartar sem prejudicar o meio ambiente

Como a reciclagem de tecido não é feita como a de uma latinha de alumínio, onde colocamos na porta de casa para a coleta seletiva ou catador(a) recolher, muitas vezes aquela roupa que está sem uso acaba indo para o aterro sanitário ou lixão 

Tecidos, principalmente os sintéticos, quando jogados em aterros ou lixões acabam contaminando o solo e os lençóis freáticos. A reciclagem de tecido é um processo pequeno e  trabalhoso no Brasil, pois todo o tecido tem que ser desfibrado, ou seja, transformado em fio novamente. Quando o tecido tem uma fibra natural como algodão, junto com uma fibra sintética como o elastano, por exemplo, é muito mais difícil fazer essa separação, o que acaba tornando a reciclagem têxtil um processo pouco eficaz. Além disso, para o fio ter mais qualidade depois de desfibrado, coloca-se matéria prima virgem ou sintética para alongá-lo. Em um tecido de fibra natural adicionar uma porcentagem de fibra sintética como o poliéster, pet reciclado, é fazer com que o tecido não seja possível de ser desfibrado novamente e possivelmente irá ser descartado para o aterro sanitário ou lixão, além dos microplásticos que serão eliminados na água durante a lavagem

Antes de pensar em descartar algo, você deve primeiro pensar em alternativas como:

– Fazer reparos como troca de zíper, elástico, pregar algum botão ou ajustar o tamanho, afim de aumentar o tempo de vida útil da peça;

– Doar para instituições que precisam (lembre-se de doar apenas as roupas em bom estado);

– Vender em sites como Enjoei, grupos de facebook/condomínio, brechós;

– Participar ou organizar uma feira de trocas, assim você repassa aquela peça que não usa mais e troca por algo que esteja precisando;

– Customizar ou até mesmo usar a peça de outras formas, com novos acessórios. É hora de botar a criatividade em jogo;

– Fazer panos para limpeza com as peças que estão rasgadas ou furadas

Se depois de seguir todas as dicas acima você ainda tem alguma peça que não sabe como descartar, dá uma olhada no programa de logística reversa das empresas abaixo:

MOVIMENTO RECICLO C&A

Você leva suas roupas, acessórios de cama, mesa e banho, que pode ser da marca C&A ou não e deposita nas caixas coletoras em uma das lojas da rede. As peças serão analisadas e as que estiverem em bom estado serão encaminhadas para um Centro Social em Osasco-SP, e as que puderem ser recicladas serão encaminhadas para a empresa Retalhar, onde irão desfibrar o tecido e encaminhar a matéria prima para empresas automobilísticas, de construção civil ou cooperativas de costureiras. Para saber se o Movimento ReCiclo está na sua cidade, acesse AQUI 

ECOESTILO  RENNER

As lojas Renner também possuem um programa de logística reversa

Denominado como EcoEstilo, segue basicamente o mesmo modelo do que o da C&A. Você leva suas peças e coloca na caixa coletora da loja. As peças passarão por uma triagem onde podem ser reutilizadas através de doações para instituições sociais, transformadas em novos produtos ou passar pelo processo de reciclagem, onde o tecido é desfibrado e o fio é utilizado para confecção de novas peças, artesanatos, enchimento de almofadas, cobertores ou na indústria automobilística. Confira AQUI, se a loja Renner da sua cidade possui a caixa coletora EcoEstilo

MEIAS DO BEM PUKET

O projeto Meias do Bem da marca Puket recolhe meias da própria marca ou não, que estejam furadas, rasgadas, sem par e transformam em cobertores e novos pares de meia que são doados para instituições. No site da campanha, você consegue ver a loja Puket mais próxima de onde você mora, além de todas as instituições beneficiadas, o número de resíduos reciclados e a quantidade de  cobertores e meias doados nos últimos anos 

BANCO DE TECIDO

No Banco de Tecido você leva seus tecidos, onde são pesados e transformados em créditos em quilos de tecido, que você pode utilizar por qualquer outro tecido da loja. Você também pode comprar os tecidos na loja que são vendidos por quilo. O Banco de Tecido é uma ótima opção para quem tem uma pequena confecção, marca, e queira descartar seus tecidos sem uso de uma forma correta, ou também comprar um tecido para confeccionar alguma peça sem precisar comprar um novo

O Banco de Tecido possui unidades em São Paulo, Curitiba e Porto Alegre 

Vale lembrar que os projetos e campanhas das marcas acima são apenas medidas paliativas, ou seja, que aliviam os efeitos negativos mas não modificam a causa. Para uma mudança real, é necessário pensar em uma nova economia, no modelo de trabalho que as empresas estão seguindo. Investir em tecnologias para se pensar em uma moda mais limpa, com matéria prima realmente reciclada e sem dano para o meio ambiente, além de um design que favoreça para que seja as peças sejam duráveis e confortáveis

Por mais que as empresas estejam começando a olhar para aquilo que produzem, nós como consumidores somos responsáveis por aquilo que compramos, ou seja, não é porque a marca tem um projeto de coleta de peças, que você pode sair comprando quanto quiser. Isso é só uma maneira de aliviar sua culpa por ter comprado além do que precisa

Compre sempre com responsabilidade e se caso precisar descartar a peça, procure saber se a marca tem algum programa de logística reversa para que esse descarte seja feito de forma correta

 

 

Posts relacionados

Sustentabilidade

Sabe separar os resíduos para a reciclagem?

Juliana Oliveira
Sustentabilidade

Mas afinal, o que é plástico biodegradável?

Mayara Sabino
Sustentabilidade

Boas festas? Não para o meio ambiente

Juliana Oliveira

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.