Pit Bikes: O que são?

06/07/2019
Diogo Felipe

Faaaala galera, blz?

Hoje vamos falar sobre uma modalidade ainda pouco popular no Brasil, mas que aos pouquinhos vem ganhando muitos adeptos, lhes apresento: as pit bikes!

As pit bikes surgiram por volta dos anos 50, quando pilotos de diversas modalidades montavam as próprias mini motos para se deslocarem no “PitLane” ou “Pit Stop” durante as competições, e é de onde surge o nome pit bike. São conhecidas como pit bike, mini moto ou também “pocket bike”, devido ao seu tamanho reduzido como uma “moto de bolso”.

E aí você me pergunta “mas essas motinhos não são pra criança?”

Siiiimm e Nããããoo! Teoricamente, as minimotos são voltadas para as crianças na introdução do esporte, porém, com o passar dos anos, por volta dos anos 2000, com a evolução tanto do esporte quanto dos equipamentos, atraíram muitos olhares dos adultos, pela facilidade de transportar, pelo baixo custo de manutenção, pela grande diversão que proporciona e ainda é muito mais prática pensando em agilizar os treinos para pilotos que não tenham tanta facilidade de deslocamento e acesso a pistas além de desenvolverem novas técnicas de pilotagem.

Em diversos países como Rússia, EUA, França e Inglaterra a modalidade voltada para os adultos já é bem popular, movimentando competições de nível nacional e até um campeonato mundial além de empresas especializadas em peças e modificações para as baixinhas.

EVENTO RUSSO

2018 Minibike World Championship Pro Races

Minha relação com as pitbikes começou com o desejo de praticar o motocross, mas pelo receio de não conhecer e o poder aquisitivo para comprar um moto não ajudavam, foi onde encontrei nas pitbikes a oportunidade de me envolver com o esporte.

Pit Bike

No Brasil, as principais marcas disponíveis tanto para crianças quanto adultos são: KLX 110 e 140cc da kawazaki, a CRF 110 da Honda e a TRF110 da marca nacional ProTork. Já fora daqui marcas chinesas ganham mercado oferecendo pitbikes já montadas pensando no mercado dos adultos com motos já preparadas e mais potentes.

Para os pequenos elas já estão prontas para a diversão, já para os mais grandinhos são aconselháveis alguns ajustes para melhorar a ciclística e o conforto na hora da diversão: guidões mais altos, preparação nas suspensões por conta do peso e pedaleiras mais alargadas são algumas das modificações que vão tornar a brincadeira ainda mais divertida.

As modalidades variam assim como nas motos grandes passando pelo motocross, supermoto – motos de cross preparadas para asfalto – e as esportivas. No Brasil não existem grandes pistas específicas para essas motos, então, os praticantes quando não constroem suas próprias pistas, se arriscam no meio das grandes, já no asfalto, as pistas de kart comportam perfeitamente a modalidade das mini supermotos e mini esportivas, sendo palco para muitas disputas.
Instagram PitBike GP

Espero que tenham gostado de saber que existe uma ótima oportunidade para quem quer iniciar no esporte, ou quer ampliar sua possibilidade de se manter sobre duas rodas.

Uma coisa eu posso te garantir, elas são pequenas, mas a diversão e adrenalina são enormes!

Se quiser saber mais sobre as pequenas fique a vontade comenta aqui ou me chama no insta @diiogo_felipe que terei o maior prazer em conversar sobre essas e quaisquer outras motos.

Um abraço e, #braap sempre!

Posts relacionados

Esporte

#19 de Julho, Dia Nacional do Futebol

Wallace Mota
Esporte

SP RACE PARK RECEBE PROVA DE MOTOCROSS EM NOSSA REGIÃO!

Diogo Felipe
Esporte

MOTOCICLETA OFF ROAD CONTRA A CRISE

Diogo Felipe

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.