Post-mortem de um jogo

Post-mortem

Que bom que chegou! Estava te esperando.

Se é sua primeira vez aqui na minha coluna, você também precisa dar uma olhadinha nos meus outros artigos sobre esse incrível mundo dos games, tenho falado sobre diversos assuntos relacionados ao mercado de games. Acessa lá.

O nosso assunto de hoje parece meio pesado, e com um tom fúnebre… Mas, muita calma!! Apesar do nome “Post-mortem” que vem do Latim e pode ser traduzido como “Depois da Morte”, não estamos falando de nenhum corpo ou algo da nossa realidade, e sim tem mais a ver com após o fim de algo!

Esse termo curioso tem um espaço especial no mundo do desenvolvimento de games, depois do lançamento de um jogo, existe uma etapa extremamente importante, e não pode ser ignorada.

Na prática, o “post-mortem” de um jogo, é quando os desenvolvedores, avaliam e acompanham todo o feedback possível do seu jogo após o lançamento, avaliando também todo o aprendizado obtido entre todos da equipe.

Quando avaliamos um jogo que já está no mercado, conseguimos obter feedback do que está dando certo e o que está dando errado, e temos a oportunidade de fazer melhorias, essa é uma etapa que entra num ciclo de melhorias, testes, ajustes, novos desenvolvimentos.

O post-mortem é muito importante não só para o projeto que está em análise, mas o aprendizado do que deu certo e o que deu errado serve inclusive para novos projetos, otimização de recursos, para a equipe, e para todas as etapas que existem na produção de um jogo.

As avaliações podem ser feitas de diversas formas, cada equipe pode ter seu padrão e levantar suas próprias questões, após os longos períodos de desenvolvimento e criação, quando a equipe está com a cabeça mais tranquila, é hora de bater aquele papo.

Mas o que pode ser avaliado em um post-mortem? 

Vamos então levantar algumas dicas:

– O que cada um aprendeu durante o desenvolvimento do jogo, falar abertamente entre a equipe pode inclusive levantar questões que outros integrantes ainda não tinha parado para pensar naquele ponto.

– Como foi a organização com as tarefas, o que deu certo e o que deu errado?

– O projeto teve atrasos? Quais os principais motivos? Como melhorar esses pontos?

– Entre o que foi planejado e o que foi feito, quais recursos saíram exatamente como planejado? Porque outros itens ou features não avançaram? O que deveria ter sido feito para melhorar.

– A equipe utilizou boas práticas, metodologias? Tudo ocorreu bem?

– Quais os principais problemas com as áreas do jogo, os desenvolvedores, artistas gráficos, músicos, etc conseguiram avançar bem em todas as tarefas? Quais os principais problemas em cada área

– As análises não ficam por ai, a produção de um jogo é muito grande e envolve muitas, mas muitas áreas, podemos também colocar nessa análise, como estão sendo ou foram as campanhas de marketing, o que deu certo, o que poderia ter sido de outra forma, os investimentos, precificação, e por ai vai muitas avaliações a serem feitas.

O principal de tudo, é sempre avaliar o que foi bom, deu certo, o que foi ruim, deu errado, e aprender com tudo isso, encontrar novas soluções e corrigir tudo isso, cada vez mais aplicando o post-mortem o crescimento da sua equipe vai ser incrível, e seus projetos cada vez estarão mais otimizados e com uma qualidade incrível.

Agora que você já sabe um pouco mais sobre o post-mortem que tal colocar em prática?

Faça uma avaliação no seu último projeto, e já tente colocar em prática o que aprendeu com ele, corrigindo os problemas e repetindo/ ou melhorando o que deu certo!

Fique ligado e me acompanhe nessa jornada!

Me ajude a saber se gostou desse artigo, deixe seu comentário abaixo e bora compartilhar!

Compartilhar conhecimento é viver! 🙂

 

Me segue lá:

Instagram
GitHub
Linkedin

Posts relacionados

Empreendedorismo

Indie na BGS

Thiago Bruno
Empreendedorismo

Anitta a rainha da mídia!

Maria Olívia
Empreendedorismo

Empreendedorismo ou sacrifício?

Maria Olívia

Cadastre-se e receba novidades e atualizações por e-mail.